Skip to content

CONTATO

E-mail’s

cabulosocast@gmail.com

lucienobibliotecario2010@gmail.com

Gtalk

Para deixar um recado de voz: baixe o programa do gtalk e o instale (óbvio!). Adicione o Cabulosocast como amigo através do nosso e-mail. Nós nunca estaremos on-line, por isso depois de ouvir a secretária é só gravar! As mensagens serão divulgadas no nosso podcast!

Twitter

 

@cabulosocast

 

Orkut

 

Faça parte da comunidade do Cabulosocast no orkut. E participe das nossas enquetes e promoções.

12 Comentários leave one →
  1. Ruy Augusto permalink
    22/10/2010 2:03 AM

    gostei bastante do site, faz tempo q n consigo ler uma coisa q eu queria mesmo ler. Assim q tiver tempo vou seguir algumas dicas de leituras q achei interessante =D

    • 22/10/2010 2:19 AM

      Que bom Ruy que estamos te ajudando! Sempre que puder pode dar uma passadinha aqui que vão sempre ter dicas, resenhas, eventos e claro, o nosso famoso CabulosoCast! Se não escutou escute! Você vai amar!!
      Obrigada pelo comentário e estou esperando sempre mais!
      Super beijos da Serena!!!!

  2. 30/10/2010 1:23 AM

    Oi sou eu de novo rsrs
    ja comcei a seguir vcs no twitter espero que vcs me sigam tbm *-*
    no orkut naum axei o link para eu poder participar da comu
    kkk, rsrsrs, ahueahue, kapskapskaps.
    ouvir dizer que serena lendo para Lucien o Bibliotecário os comentários até os risos ela lê
    le ai hauehauehaueh
    Flw’s Boa sorte no Blog presisando estou aki, xD

  3. 30/10/2010 1:30 AM

    na verdade ainda naum conseguir vcs no twiter to tentando mas naum to encontrando ja clikei no link de vcs e nada
    ve ai *-*

  4. leticia cristine batista permalink
    12/02/2011 3:02 PM

    queria muito publicar meu livro adorei esse site

  5. 13/03/2011 5:05 AM

    Gosto pra krai desse site! vcs estao de parabens!!!

  6. 13/03/2011 10:05 PM

    Excelentes dicas !! Obrigado por compartilhar !! Grande abraço !

  7. Léo Bruno permalink
    17/03/2011 1:09 PM

    Eu ADOREI o site!!!!!!!!!!!!!!
    muito Fodástiko!!! Assim um Bibliófilo fica por dentro das novidades e já faz a lista de pedidos pro COELHO DA PÁSCOA, PAPAI NOEL e todas as outras datas em que ele vai ganhar livros-presentes!!!!

    Ia ser legal se os leitores se juntassem e criássemos um site de compras coletivas de livros, daria pra negociar junto com as editoras um abatimento, assim fazer com que os livros fossem mais divulgados e vendidos, e incentivassem as editoras a não mais cancelarem Séries de livros, deixando os leitores brasileiros a ver navios.

  8. enia permalink
    02/07/2011 3:54 PM

    “BICHOS”

    Introdução

    Eu sou um rapaz de 13 anos, que vive sem ninguém. Tenho o coração tão vazio como ninguém, quer dizer eu vivo com o meu tio, mas para mim é como se tivesse sozinho neste mundo cruel, para ser mais explícito passo a explicar: eu não conheço os Bichos do meu tio, não conheço as suas tristezas ou até mesmo as suas angústias, ou os seus próprios gostos, nunca soube qual a sua razão de viver e jamais soube algo sobre as experiências da sua vida nem mesmo certos pensamentos que lhe preenchem a memória.
    Hoje acordei com um Bicho que me despertou uma certa nostalgia, esse mesmo Bicho chama-se “Tristes memórias”, é um bicho muito instável no meu ser, por vezes ele adormece durante minutos ou até mesmo horas, mas acaba sempre por acordar e assim fico eu com uma certa saudade, que não consigo descrever por palavras.
    Este mesmo Bicho despertou em mim uma vontade constante de libertar os meus Bichos, queria contá-lo a alguém para eles se sentirem melhor, mas como seria um pouco complexo demais, decidi então transportá-los em palavras um pouco mais concretas. Espero consegui-lo!

    Persistência da memória

    Não sabia que os meus Bichos estavam prestes a nascer quando a minha mãe, Maria me abandonou e me deixou com alguém sem ninguém por perto.
    Sinceramente, sinto que os meus Bichos se descontrolam quando a minha memória toca neste assunto tão triste e escuro como a noite fria e vazia quando a minha mãe se foi embora e me deixou.
    Pouco tempo depois vim a descobrir que tinha dentro de mim um Bicho enorme, em crescimento e que precisava de mais angústia para sobreviver. Este Bicho a que me estou a referir é a minha Saudade, esta acorda sempre quando vejo uma criancinha com o seu pai, pois o meu pai morreu pouco tempo depois de a minha mãe ter desaparecido.
    Sei que parece triste, mas a meu ver não penso como tal, para mim todo o ser Humano tem de sofrer um pouco para que depois seja feliz, faz parte da lei da vida! Contudo também acho que ainda não sofri o suficiente para conquistar a minha felicidade.
    O facto de não ter por perto uma mãe e um pai não me perturba muito, porque me deixaram Bichos dentro de mim, onde eu posso sentir a sua presença.

    A normalidade dos meus Bichos

    A chuva cai torrencialmente e molha a minha roupa, o céu está triste e cinzento, os carros não param de gritar e convidam-me para morrer, mas eu não aceito o seu convite, pois prefiro viver, eu gosto de viver com os meus Bichos porque eles são meus amigos.
    Hoje fui ajudar o meu tio, fomos trabalhar para a quinta, mas como estava a chover apenas a podemos limpar e alimentar os cavalos, as vacas, os porcos e as galinhas. Eu adoro tratar dos animais, principalmente os cavalos, são animais muito amáveis, sinto-me bem perto deles!
    Quando estávamos a trabalhar reparei que o meu tio não estava como nos outros dias, parecia desesperado por encontrar alguma coisa, parecia procurar algum dos seus Bichos no seu pensamento.
    No início tentei ignorar a minha curiosidade, mas a minha preocupação não resistiu e perguntei-lhe:
    – Estás bem? Precisas que faça alguma coisa?
    Mas ele apenas respondeu:
    – Não te preocupes eu estou bem, apenas um pouco cansado. Já não sou nenhum jovem, por isso é normal sentir-me por vezes exausto.
    Algo o estava a preocupar, os seus Bichos pareciam estar completamente descontrolados… Mas porquê?

    Pensamentos profundos

    Depois de termos terminado todas as nossas tarefas, cheguei á conclusão que era a altura certa para demonstrar ao meu tio o quanto ele é especial para mim, pois é a minha única família. Por isso escrevi-lhe um poema:

    “Pessoa”

    Alguém me pôs neste mundo sem qualquer fundo,
    Alguém me deixou no profundo silêncio do Oceano
    Porque alguém me deixou nascer de certa desilusão,
    Sem qualquer função.

    Olhos fechados, Mãos caladas…
    Boca adormecida,
    Sem comida, nem qualquer saída de entrada
    Porque esta estrada está completa de peças perdidas.

    Sinto-me positivamente desconfortável
    Provavelmente não sou ninguém… Provavelmente sou alguém…
    Se calhar sou medo que seduz… alguém sem luz
    Ou amor que seduz na luz do dia.

    Nossas ideias são as nossas mãos!
    Alguém me perguntou quem sou eu,
    Simplesmente respondi que sou os meus Bichos
    Porque no fundo alguém me conhece… TU
    Do teu sobrinho

    Emoção

    Já há alguns dias que não tenho escrito, porque tenho andado a reflectir sobre a carta que escrevi ao meu tio. Ainda não tive coragem suficiente para dar tal papel com tão poucas palavras e muitos sentimentos que persistem constantemente na minha memória.
    Depois de ter tomado a primeira refeição do dia, a minha espontaneidade acordou, decidi então que era a altura certa para entregar o poema ao meu tio e assim o fiz. Com muita delicadeza entrei no seu quarto e pu-la debaixo da sua almofada, senti uma felicidade tão grande que só me apetecia desatar aos pu-los, porque pela primeira vez o meu Bicho “Incerteza” tinha adormecido!
    Ao mesmo tempo senti que tinha sido uma estupidez da minha parte ter posto a carta debaixo da almofada pois o meu tio iria lê-la de qualquer das formas.
    Estive todo o dia em pulgas para ver a reacção do meu tio, mas tudo aconteceu com toda a normalidade.
    No dia seguinte tudo parecia normal até ao momento que estava a ir para o meu quarto e reparei que a porta do quarto do meu tio estava um pouco aberta. Ali estava o meu tio a ler uma carta, quer dizer a minha carta, o papel e o envelope eram os mesmos. Naquele preciso momento fiquei simplesmente estupefacto a olhar para o momento mais tranquilo e emocionante que já assisti, tudo estava calmo, o silêncio tornara-se pela primeira vez acolhedor, o meu coração parecia estar a dormir e os meus Bichos estavam finalmente estáveis. Como é possível que um momento tão maravilhoso possa acontecer numa fracção de segundos?!
    Subitamente, todo este ambiente de harmonia terminou com um simples deslize. Sem eu querer abri mais um pouco a porta e toda a magia terminara. Neste preciso momento todos os meus Bichos acordaram, eu simplesmente queria sair daquele quarto, mas algo me prendia, o meu Tio.
    – Desculpe Tio. Não foi minha intenção, não voltarei a fazê-lo, prometo! – Afirmei eu com a maior vergonha que já senti.
    O meu tio simplesmente fez um movimento com a sua mão direita, para me sentar ao seu lado.
    – Nunca me passara pela cabeça que tinhas tanto jeito para a escrita! – Estava mesmo muito feliz, o seu sorriso era enorme e cheio de alegria.
    – Oh! É simplesmente uma lembrança. Pois eu tenho reparado que nos últimos dias não estava como de habitual e por isso decidi oferecer-lhe algo.
    – Sim é verdade, mas não era nada de grave, por vezes um adulto necessita de pensar e reflectir sobre a vida.
    No início não acreditara que tinha tido tal conversa com o meu Tio, parecia bom demais, mas com o passar do tempo os Meu Bichos estabilizaram e o mais interessante de tudo isto, é o facto de que um simples acto de coragem puder mudar o rumo dos nossos Bichos!

    A paciência é um génio!

    Ao longo destes últimos dias, percebi que o nosso caminho na vida não é de relva suave mas sim um trilho de montanhas, por vezes com tempestades, outras vezes como dias de verão, seguindo sempre em frente onde a felicidade consiste em dá-la.
    A felicidade é um Bicho que nasce connosco e que necessita de ser partilhada para a viver. Os meus Bichos estão agora energéticos têm-me despertado criatividade, a cada dia que passa sinto a necessidade de escrever e de fazer algo novo.
    Amanhã será mais um dia particular, é o meu primeiro dia da escola depois das longas Férias de Verão, estou eufórico para reencontrar os meus colegas não só para lhes contar as novidades mas também para ouvir as suas.
    Durante estas férias aprendi que afinal pudemos transformar as nossas angústias em algo mágico como um poema, onde estamos a transformar as nossas angústias em arte, sendo para mim a coisa mais fascinante que já mais senti, por isso para terminar este capítulo do meu caderno e da minha vida irei apenas escrever um poema dedicado aos meus Bichos:
    “ BICHOS”

    Dias confusos, dias profundos…
    Tento esperar, tento escrever a esperança
    E tento parar o tempo por um lento momento.

    Medo de errar, medo de pensar de poder errar
    É parar no tempo e morrer na persistência da memória
    Às vezes o meu lado emocional cansa, o que me faz sentir só
    Neste nó de memórias, que se transformaram em pó.

    Bichos são as nossas preocupações,
    São as razões das nossas decisões,
    São também os companheiros da solidão
    Mesmo quando estamos dentro da multidão.

    Felicidade é o Bicho mais frágil no meu ser,
    Mas tento não recorrer à minha tristeza quando o desejo fazer,
    Felicidade é o perfume da nossa vida
    Com que não pudemos vivê-la
    Sem que caiam gotas em nós mesmos.

  9. enia permalink
    02/07/2011 3:57 PM

    o texto anterior (BICHOS) foi o texto com que eu concorri no 20º prémio literario cristina torres e fiquei no 2º lugar. Eu nao sou muito experiente na escrita, para ser sincera eu tenho quinze anos e este foi o meu primeiro texto, o primeiro texto onde eu me esforcei e me dediquei durante alguns dias. Ponho aqui o meu texto simplesmente porque gostava de saber a opniao de outras pessoas (:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: